domingo, 21 de junho de 2015

Die For You 2 - cap 1

* Você*

— Crianças, não gritem. A tia ta com a cabeça doendo. Façam silêncio, okay? – digo para os pequenos que correm de um lado para o outro na pequena sala de aula. – Sentem-se nas cadeiras que a tia vai contar uma historia pra vocês.

Voltei ao meu antigo emprego assim que sai do hospital. Assim o Adrian me disse, que eu era professora de uma escolinha que fica a 20 minutos da nossa... Casa. Não consigo considerar aquele lugar como minha casa, sinto como se estivesse faltando algo. Da mesma forma que não acredito que... Estou começando a duvidar de tudo novamente.

Suspiro e volto minha atenção para as crianças a minha frente. Todas estão sentadas nas cadeirinhas de madeira colorida com os olhinhos cheios de expectativa. Essa é a unica maneira de fazer eles calarem a boca e ficarem quietos, dizer que vou contar uma historia ou desenhar com eles.

— Tia Ana... – Guilherme Fergunso, um garotinho de 3 anos que ainda fala quase todas as palavras erradas e é um fofo, me chama. O rostinho vermelho e suado de tanto correr, os cabelos castanhos cacheados bagunçados em uma juba engraçada, os olhinhos pretos inocentes. Muito fofo, ainda mais com essas bochechas enormes.
— Oi. – respondo olhando pra ele e pescando uma historinha de dentro da minha gaveta.
— Deixa eu contar uma história? – ele diz sério.
— Qual historia que você quer contar?
— A historia que meu tio me contou ontem antes que eu dormisse.
— Seu tio? – pergunto erguendo uma sobrancelha.
— Sim, e ela é real!
— É mesmo? Então venha aqui na frente contar.

Guilherme anda até ficar próximo a mim e ergue as mãozinhas pra que eu o coloque em meu colo, e assim o faço, ele sorri e me dá um beijo melado e se vira para seus amigos.

— Meu tio nunca mente. Ele é um astro do rock, e sempre tem as histórias mais legais pra contar pra mim e pra minha irmã. Ele contou pra mim essa noite, a história da (seu nome), ele disse que ela era a namorada do Andy e que eles eram muito apaixonados, mas um dia um cara do mal conseguiu separar ela do tio Andy e ai ele foi atras do cara mau, pra salvar a (seu nome)...

Minha cabeça começa a doer mais forte. Droga. Minha visão começa a embaçar e alguns flash's de cenas atropelam o meu campo de visão. Uma mulher de cabelos pretos, que se parece comigo sorrindo pra... Não consigo ver o rosto do cara, mas o sorriso dele faz meu coração disparar. "Eles eram muito apaixonados", a voz do Guilherme ecoa em minha mente, então o sorriso se transforma em um grito agoniado e as imagens somem me deixando tonta.

— E o tio Andy parece ter desistido porque agora ele tem uma noiva.

Ele termina a história e eu não tenho ideia do que ele falou. Sorrio para ele e desço ele do meu colo.

— Gostaram da história do Gui, crianças? - pergunto pra fugir do incomodo.
— Sim - as crianças dizem juntas.
— Eu não. - o Gui e a Lara resmungam.
— Por que? - pergunto a eles.
— Porque eu queria que a (seu nome) ficasse com o Andy. - Lara diz com uma carinha triste.
— E eu porque não gosto da noiva dele. Ela é muito chata. O tio Jake disse que a (seu nome) era muito maneira.
— Oh meus anjinhos, se acostumem, na vida real não existe felizes para sempre como nas histórias que vocês gostam. - digo me aproximando para abraça-los.
— Isso é injusto! - a Lara diz com a testa franzida como se estivesse indgnada.
— Eu sei meu amor, eu sei.


************

— Oi amor. - escuto a voz do Adrian vindo da sala. - Onde você está?
— Tô aqui na cozinha. - respondo sem me mover.
— Tá fazendo o quê de bom ai? - ele pergunta quando entra na cozinha, atravessando a mesma e enlaçando seus braços em mim.
— Lasanha. Gosta? Encontrei uma receita na internet.
— Adoro. - ele beija meu pescoço e morde minha bochecha fazendo um arrepio percorrer meu corpo - Mas prefiro você como refeição.

Congelo.

— Hã... Eu acho que está muito boa. Tem frango desfiado, molho de tomate, azeitona, queijo, presunto, muito bom. - mudo de assunto.
— Ainda prefiro você. - ele diz rindo e beija meu pescoço outra vez. - Mas, como eu sei que você vai dizer que ainda não ta pronta e blá blá blá, eu me contento com a lasanha, por enquanto. Tenho uma surpresa pra gente hoje.
— Sério? E o que é?
— Aaaah, é surpresa não posso falar. Volto daqui a pouco, vou tomar banho. - ele me vira pra ele e sua boca possui a minha.

Não sinto nada. Absolutamente nada. Borboletas no estomago, aquele friozinho na barriga, minha cabeça girando, nada disso. Nenhum sintoma de que eu gosto do Adrian, me pergunto porque ainda estou com ele.



*Andrew* 

"Hoje à noite, nossa capítulo começará
É hora, de lavar os pecados
E ninguém pode negar, somos os filhos da noite
Estamos a conduzir mais depressa através da nossa dor
Não mais, à espera de uma mudança
Cruzes negras parar a luz, contemple os filhos da noite"

Termino de cantar a última parte da nova música do álbum, Sons Of Night, finalizando o show. O público grita enlouquecido, e eu absorvo todas as energias que estão presentes no local fechado. O suor escorre por meu corpo cansado, respiro descompassado sentindo a nova energia que recebi, como se fosse um vampiro, me alimentando da energia emanada dos meus fieis. Meus fãs. Minha família.

Saio do palco depois de alguns agradecimentos e encontro minha noiva. Droga, essa palavra soa tão estranha, como se não pertencesse a essa mulher. Ela sorri pra mim com os lábios pintados de vermelho, segura meu rosto com as duas mãos e me beija. Inferno, não é ela...

— Parabéns amor, você foi espetacular! - ela diz me dando outro beijo.
— Obrigado, Alexis.

Ela sorri pra mim, inclinando a cabeça e sua franja ruiva cai em cima de seus olhos expressivos. (Seu nome)... Balanço a cabeça me recusando a lembrar dela. Me recusando a sofrer. Passo o braço na cintura de Alexis e a guio para o camarim. Os meninos já se encontram lá comentando sobre os melhores momentos do show, e o Ashley já está com uma morena de peitos grandes e falsos em seu colo se esfregando nele.

O cheiro de cigarro e bebida predemina no ambiente e eu me sento em uma das cadeiras de couro do camarim puxando Alexis para meu colo. Sua saia de couro preto trançada sobre mais um pouco expondo suas coxas e eu pouso minha mão ali, apertando a carne macia dela e subindo aos poucos. Eu particularmente não sinto nada, mas faço tudo no automático pra evitar que as pessoas continuem a ficar em meu pé.

Podem me xingar, querer me bater, me julgar, mas ninguém sabe o inferno que passei nesses últimos meses. Eu tentei, todos os dias da minha vida, me reerguer e ter esperanças de que a encontraria, mas... Nem sempre o que a gente quer acontece. O buraco em meu peito não foi ocupado, mas esse pequena menina de lábios carnudos, cabelo de fogo, e olhos cativantes me lembra que eu existo, mesmo que seja por pouco tempo, antes de eu afundar no abismo outra vez.

Depois de uma garrafa e meia de bebida, eu já estou alterado e quase fodendo com a Alexis no banco do camarim, então resolvo ir para o hotel e terminar isso lá mesmo.


**************

Olho para a Alexis que sorri pra mim enquanto tira o lenço do meu pescoço e me puxa pra ela, nos beijamos. Com minhas mãos aperto todas as partes do seu corpo possíveis, principalmente seus seios, e nos afasto quando falta ar. Abro meus olhos e... (Seu nome)?

Minha doce blasfêmia.

Suas mãos me empurro e eu caio rendido em cima do colchão. Não acredito que ela voltou pra mim. Voltou por mim. Continuo com os olhos vidrados nela enquanto observo-a tirar a roupa de seu corpo mostrando uma calcinha box preta e seus seios expostos. Perfeitos, como sempre foram. Ela se aproxima de mim, engatinhando em cima da cama e sussurra que me ama. Ela me ama... Como sinto falta de ouvir isso. Não aguentando mais puxo seu rosto com urgência para mim e selo nossos lábios como resposta à a sua declaração.

— Eu também amo você (seu nome)... - digo de olhos fechados.

Abro os olhos e... Alexis? Foda-se. Os olhos castanhos dela estão arregalados e cheios de lágrimas, ela se afasta de mim, respirando fundo. Fiz outra vez. Vou até ela que se encostou na parede e escorregou até o chão puxando as pernas para si. Odeio quando faço isso com ela, mas não posso controlar. Ela sabe que eu amo outra garota, e foi ela mesma que quis arriscar isso. Quis fingir. Quis toda a merda que eu tenho.

— Alexis...? - a chamo.
— Eu só preciso de um minuto. - ela diz fungando.
— Tá bom. - me sento do lado dela e a puxo para perto de mim alisando seus cabelos enquanto se acalma.
— Eu... - ela começa - Eu sei que foi eu que comecei com isso Andy, mas... - ela limpa o nariz - Mas não custa você tentar gostar de mim só um pouquinho?

Suspiro.

— Eu sei que não vou roubar o lugar dela, sei que ela sempre vai ser o amor da sua vida e tudo, mas... Não custa você tentar pelo menos gostar de mim, nem que seja só de mentirinha? Nem que seja só pra me iludir? - ela pede.
— Não Alexis, não posso.
— Por quê?
— Porque isso iria ser pior pra você. Muito pior. E eu não quero que ninguém mais sofra por minha causa, principalmente você, que se esforça tanto pra me ajudar. - digo sério - Mas eu nunca vou conseguir esquecê-la, eu sei que ela ainda tá viva...
— Mas como você pode saber Andrew? - ela grita fraquinho e me encara.
— Porque eu sinto... - coloco a mão direita no meu peito - Aqui no coração.

Alexis encara o local onde minha mão está, franze o cenho e então abaixa a cabeça. Quando movo minha mão pra acariciar-lhe novamente, ela se afasta.

— Eu quero ficar sozinha, Andy. Preciso pensar um pouco. - ela diz fraca e eu demoro um pouco pra entender o que me disse.
— Tudo bem. Espero que chegue a algum lugar que seja bom pra você.

Digo e me levanto do chão andando até a porta, deixando Alexis sozinha.



--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OOOOIIIIIII!

Eu estou viva! ahsduadshu, tá ai o primeiro capitulo da 2° Temporada, espero que tenham gostado, porque eu escrevi com todo o carinho possível pra vocês. Estava morrendo de saudades! Agradeço a todas que comentaram no post anterior e me encorajaram a continuar a escrever, porque de uns meses pra cá minha vida anda muito bagunçada gente, principalmente minha saúde. Ultimamente eu ando por um fio. Afi, é complicado, por isso peço que vocês tenham paciência comigo.

Comentem,
Xoxo. 

13 comentários:

  1. Mds, vc é perfeita, ficou muito bom, muito mesmo <3 espero q as coisas melhorem pra vc, pq vc é mt legal e escreve muito bem por sinal kkkk ^^ melhoras pra vc sua linda <3 e que continue com animo, pq ja disse e digo de novo, mesmo que mais ninguem leia, eu vou ta aqui pra ler <3 se precisar, so chama <3 :3

    ResponderExcluir
  2. Melhoras tia ;---; espero que você fique bem
    Curiosidade nível 10000%aqui *-----*
    Continua *------*
    Alexis sua prostiranha -_- vo ti bate
    Crianças *------* <3

    ResponderExcluir
  3. Oi
    tá perfeito
    eu sempre leio mas sempre esqueço de cometa.
    espero que fique bem logo
    desejo do fundo do coração melhoras pra você
    continua por favor
    bvbeijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa cara,você escreve muito bem mesmo,espero que você fique bem logo de verdade e pfv continue.😉

    ResponderExcluir
  5. Hey.... Leitora nova \o... Continua por favor... Há e melhoras...

    ResponderExcluir
  6. Para mim você é uma fonte de inspiração para escrever!
    espero que você fique bem logo!

    ResponderExcluir
  7. Caaaaaraaaaaaalhooooo q foda *u* continue tia pufavo u.u vc er moeton diva <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3

    ResponderExcluir
  8. Melhor história <3 continue *-----*

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Nossa continua por favor!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Amoreee de minha vida ... continueee por favor .... eu to morrendo de #Curiosidades por favor ... nao to aguentando maizi .... ahh .... vou te pergunta uma coisa muitooo seria ... Voce quer participar de uma Fic com o BVB cmg ?? ... se sim ... os que sobraram foi Ashley , CC , Jinxx e o Chris Drew eu axo que vou por ele tbm ... nao tenho certeza '-' mais vou precisar de ajuda pra descidir intt o que acha ?? ....♡♥♥ e melhoras tia ... nao sei se posso te chamar de assim ;-; mais se nn poder nn tem problema :/ hihi ja te falei que to amando vc e a fic ( ta foi muito gay issob'- ' ta mais foda-se ....eu sou assim ) melhoras ta linda :)

    ResponderExcluir
  12. Eu comecei a ler agora mas estou deslumbrada com a sua historia, estou muito curiosa pra descubrir o resto dessa historia. esta de parabens por sua imaginaçao e seu talento em saber escrever bem e outras coisas.
    espero que vc melhore e que consiga resolver seu problemas.

    ResponderExcluir