quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Die For You 25

*Andy On*

Depois de algumas horas que mais se pareceram milênios, meu celular toca. Olho para a tela, e está escrito "Numero Desconhecido". Claro, ele não seria idiota ao ponto de me dar o numero dele. Olho ao meu redor, e vejo um Patrick com os nervos a flor da pele juntamente com todos os membros do Black Veil Brides. Isso sim, é família. Mesmo eles sabendo de tudo, eles estão aqui, porque se preocupam comigo e com a (seu nome), mesmo depois de tudo o que eu lhes contei...

Atendo o telefone no segundo toque.

~Ligação on~

(Eu): Alô?
(Marcus): Isso ai frutinha, tudo certo. Cheguei são e salvo.
(Eu): Foda-se você. Eu quero saber dela. Como ela está? Você já cumpriu a tua parte no trato?
(Marcus): Eu que dou as ordens e faço as perguntas. - respiro fundo - Então, quantas pessoas tem ai com você?
(Eu): Nove pessoas.
(Marcus): Quem são?
(Eu): Jake, Jinxx, Ashley, CC, Tina, Patrick, Jared e mais dois seguranças.
(Marcus): Ótimo, ótimo.
(Eu): Ótimo o que?
(Marcus): Tá saindo tudo como eu planejei.
(Eu): Fale logo o que você quer. - digo impaciente
(Marcus): Vou libertar uma das mães depois que vcs fizerem algo pra mim. E acredite, de onde eu estou eu posso ver tudo, e todos.
(Eu): Você tá fugindo do trato seu filho da puta, você disse depois que você chegassem! - grito.
(Marcus): Hey, hey, eu que dito as regras aqui. Quer que eu comece o massacre?

Respiro fundo.

(Marcus): Isso mesmo. Perto do armário, no canto da sala, tem um telefone, atenda ele agora.
(Eu): Ok - caminho até o telefone e ele começa a tocar, e eu atendo - Alô?
(XxXx): Andrew?! - minha mãe grita do outro lado da linha.
(Eu): Mãe?! - alivio me consome - A senhora ta bem? Eu vou tirar a gente dessa mãe,  eu prometo!
(Amy): Filho eu... - a ligação cai.
(Marcus): Pronto, ai está a sua confirmação de que elas ainda estão vivas. Agora você vai ficar com ele. Então, eu quero que você vá ao mercado e compre duas cordas de fio sintético, uma fita isolante de 4 metros, uma cadeira de madeira, uma faca de excursão. Eu quero tudo isso dentro de 10 minutos. Da próxima vez que ligar, eu lhe dou as próximas coordenadas. Quero que quando eu desligar, você quebre esse telefone e o chip, se eu descobrir que não foi feito da forma que eu mandei...
(Eu): Mas o que meu celular tem...
(Marcus): Apenas faça o que eu estou lhe mandando. Não conte a ninguém sobre a ligação e mantenha todos ai.

A ligação cai.

~Ligação off ~

Olho para a tela do meu celular e está escrito "Fim da Ligação". Tenho vinte minutos pra fazer comprar pra um idiota, pra que ele possa poupar a vida de alguém. Foco novamente meu olhar na tela e lembro do que ele disse sobre o quebrar... maldito seja!

Rumo o celular no chão sem dizer nada enquanto percebo pela primeira vez que os caras estão me chamando. Não quero saber. É tudo minha culpa. Quebro a tela do meu celular com a minha bota depois de pisar em cima duas vezes, pego o chip no chão e o quebro no meio. Só sobrou o cartão de memoria. Pelo menos isso.

Pego minha carteira em cima da mesa de centro da sala e ando em direção a porta. Sinto que parei de andar quando meu corpo colide contra a parede e um Ash furioso da um murro na minha cara.  Não faço nada. Nem posso. Sinto como se meu corpo não estivesse aqui. Tudo parece fora do lugar. Parece surreal.

(Ash): CARALHO ANDREW! FALA QUE PORRA ELE FALOU CONTIGO!
(Eu): Não posso... - sinto o gosto metálico do sangue na minha lingua.
(Ash): COMO ASSIM NÃO PODE? NÓS ESTAMOS QUERENDO TE AJUDAR! FALE!
(Eu): Eu já disse que não posso. Preciso sair. Por favor, fiquem todos aqui, até eu voltar.
(Ash): Você vai pra onde? Por que não podemos sair?
(Eu): Não posso falar. Apenas me obedeçam. Desculpa irmão...

Saio de perto dele e abro a porta saindo do escritório do Patrick.

-----//-----

Entro no bendito mercado e compro tudo o que ele pediu. Merda, faltam 2 minutos e eu ainda to no caixa. Uma senhora com um vestido azul com flores amarelas me encara. Não quero nem saber como anda a linha aparecia. Devo estar parecendo um zumbi, ou coisa pior. '-'

(Senhora): O que houve com você meu querido? Se envolveu em briga foi? - a senhora diz.
(Eu): Ha?
(Senhora): Ta doendo?

Definitivamente eu devo estar péssimo. Passo a lingua pelo meu lábio inferior e sinto o corte perto do meu persing (ah foda-se não sei escrever isso e.e), o rosto da (Seu nome) volta a ocupar a minha mente quando me lembro do sangue escorrendo em seus labios. Fecho minhas mãos em punhos e cerro meu maxilar. Eu vou matar aquele desgraçado!

"Você acha que nós vamos ficar juntos pra sempre?" - ela me perguntou quando estavamos deitados na sua cama e ela fazia desenhos de caneta do meu braço sem tatuagens.
" Sim, se for a coisa certa..." - olhos em seus olhos.
"E se não for?" - ela para de desenhar e sua testa enruga.
"Eu farei dar certo." - beijo o topo de sua cabeça e a abraço.

O som irritante do telefone no meu bolso me desperta das minhas lembranças e eu o pego em meu bolso. Olho a tela. É ele.

~ Ligação on ~

(Marcus): Já tem tudo o que eu quero?
(Eu): Sim.
(Marcus): Do lado de fora do mercado você vai encontrar um carro, o único de todo o estacionamento do lado esquerdo. Quero que você entre nele e coloque as coisas la. Ligue o carro e dirija até o centro da cidade. Quando chegar la, eu te logo novamente. Não pare de dirigir até isso acontecer.

Ele desliga.

~ Ligação off ~

Termino de pagar as coisas e olho para o meu lado. A senhora desapareceu. Dou de ombros. Já tenho problemas de mais.

Faço conforme ele mandou e entro no carro. O estacionamento estava da forma que ele falou. Vazio. Me pergunto como ele sabia.

As ruas estão desertas, e eu dirijo o carro a 50km/h, pra não chamar muita atenção. Chego no centro e fico dando voltas até que vejo algo que não estava la da última vez. Meu coração para. Sera que é ela? Completo a volta e penso em parar, mas e se eu parar e ele fizer algo? Merda.

O celular começa a tocar no meu bolso e  eu o pego atendendo no terceiro toque.

~ Ligação on ~
(Marcus): Seu filho da puta! Eu vou matar todo mundo! Eu fui muito paciente com você rapaz, mas você não soube aproveitar a chance que eu lhe dei, se prepare para os funerais.
(Eu): Mas o que?
(Marcus): Pode atirar nessa vadia.
(Eu): NÃO PERA! EU NÃO TO ENTENDO EU... - grito.

A ligação cai.

22 comentários:

  1. Como assim para na melhor parte? O.O continuaaaaa \m/ pfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpf ><

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. heuehueheu, não foi na melhor parte... ou foi? '-'
      Desculpa então T-T.

      Continueei :3

      Excluir
  2. Quer me matA ?? Faz isso naum, paro justo agr pq pq pq pq kkkk ta continue logo se naum eu vo ai te fazer uma visitinha, bjokas da Jujuba :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aquele dia eu coloquei q li a 2 temporada, mais a segunda temporada que eu disse nao era desse imagine seu, e de uma amiga minha e coloquei sem querer, mais enfim

      Excluir
    2. Eeeee esqueci de fala mais uma coisa denovo ~le eu e meu cerebro~ eu tenho um imagine tbm mais ele é meio bosta mais se quiser passar la ^^

      http://imaginecomandrewblackveilbrides.blogspot.com.br/?m=1

      Excluir
    3. Ui ui ui ui, venha mesmo fazer uma visita, vamos conversar sobre o Biersack e trocar ideias sobre Imagines <3 heuheuehu.
      É eu percebi, até pq eu nao tinha escrito a 2° temporada ainda '-' mas de boas, eu não me importo.
      Já divulguei já flor. Não julgue seu imagine, tenho certeza que ele deve ser melhor que o meu u.u

      xoxo,
      gaby

      Excluir
  3. Respostas
    1. Uhuuuuuul \o/ só alegria.
      Todo mundo juntando dinheiro pra ir ver eles no Monster of Rock <3 \m/

      Excluir
  4. Respostas
    1. Não! Ai Meu Deus!
      heuehueh, continueeei :3

      Excluir
  5. Moçaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa continua ;-; por favor ;-;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já continuei muié! Atualiza que tu vê ;u;
      Alias, bem vinda :3

      Excluir
  6. Leitora nova :v , continue sa poha, se não eu vo morre carai

    ResponderExcluir